sábado, 16 de janeiro de 2016

Comprar ou Alugar

Essa semana fui questionado por um grande amigo sobre o que seria melhor, nos dias atuais: Alugar ou comprar um imóvel?
Olha é certo que a economia do nosso país está louca, não há como negar que a inflação chegou e com ela surgem inevitavelmente as repercussões nos preços dos produtos e serviços.

E no mercado imobiliário onde reside esse reflexo?

Podemos dizer que o mesmo encontra-se nos índices de reajustes das prestações de financiamento direto com a construtora (INCC), na taxa de juros praticada pelos agentes financeiros, a qual tem como base a Taxa SELIC e até mesmo no valor do aluguel.

O certo é que estamos vivenciando um momento impar, onde as pessoas devem ter muita cautela na hora de alugar ou até mesmo financiar um imóvel.

Hoje as regras para esses tipos de transações são ditadas pelo mercado. Para se ter uma ideia, o preço do aluguel de imóveis residenciais, vem sofrendo significativa diminuição, pois ou se adequa a situação atual ou fica com o imóvel parado e sofrendo com a manutenção do mesmo.

Por outro lado, está cada vez mais difícil a obtenção de crédito, perante os agentes financeiros, além disso, os financiamentos habitacionais estão com as mais altas taxas de juros, já praticadas nos últimos 10 (dez) anos.

Assim, diante desse cenário a melhor resposta para o questionamento é a de que a decisão cabe a cada um.

No entanto, deve-se ter em mente que na hora de decidir, é importante considerar e colocar na balança os seguintes fatos:
Taxa de juros, variação dos índices medidores da inflação, instabilidade no mercado de emprego.

Após você pesar e medir tudo isso, verá o que é melhor para você e sua família, sempre preservando o seu equilíbrio econômico e financeiro.

Tenho certeza que após essa reflexão você encontrará o melhor caminho, para a realização do sonho da casa própria.

Desejo boa Sorte e até a próxima.

anthonylima@anthonylima.com.br

9 comentários:

  1. Pelo que observo do mercado quem tem dinheiro para comprar um imóvel a vista está com super poder de negociação, nunca vi tamanha diminuição de valores de imóveis como vejo hoje.

    ResponderExcluir
  2. Anthony Lima..estou registrando um imóvel e o mesmo está hipotecado. De quem é a obrigação de pagar a baixa de hipoteca? Eu ou o vendedor?
    Obg.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Neste caso a obrigação é do vendedor em arcar com esse ônus.

      Excluir
  3. Ola, contratei uma empresa de topografia para me certificar das medidas do terreno que adquiri, pois achei que estava muito aquém do que realmente comprei. Segundo o laudo topográfico, constam 820 m2 e comprei 3000 m2. Segundo o topógrafo, as medidas dos perímetros que constam no desenho do lote também não dão 3000 m2, não soube fazer a conta, por não se tratar de um terreno retangular. Para resumir, os terrenos vizinhos não possuem construções, mas já foram vendidos. Neste caso, entro com que tipo de ação? Esta ação seria contra o corretor, imobiliária ou contra a prefeitura que permitiu a venda de um imóvel que nem em documento possui as mediadas especificadas? Posso construir na área que de fato me pertenceria se a metragem estivesse correta?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezada Leelah!

      Neste caso o vendedor é o responsável pela metragem do imóvel e tanto o código de defesa do consumidor quanto o código civil lhe garantem direitos, dos quais você pode pleitear em juízo, destacando-se a devolução do pagamento, a complementação da área ou até mesmo uma indenização. procure um advogado de sua confiança para analisar melhor o caso de acordo com a documentação existente.
      Boa Sorte.

      Excluir
  4. Boa noite Anthony! Meu pai comprou um lote no litoral de pernambuco há 35 anos, pagou em promissorias, mas não tem os comprovantes. a HL engenharia, que loteou o terreno, foi extinta, e meu pai não tem a escritura. o lote ainda esta registrado em nome da HL no cartorio. A casa construida ja tem 30 anos e ele tem o historico do iptu, como ele deve proceder a fim de conseguir o registro do imovel? Grato Emmanuel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Emanuel

      Hoje com a vigência do Novo Código de Processo Civil, já é possível se fazer o usucapião extrajudicial. Assim, aconselho a procurar um advogado de confiança para dá inicio a esse procedimento, o qual acredito ser o mais correto para o caso de seu pai, de acordo com o seu relato.

      Excluir
  5. Olá, Anthony! Agradeço sanar a seguinte dúvida: Tendo determinado locador várias lojas em único imóvel, poderá ele dar em locação a dois ou mais locatários para desenvolverem o mesmo ramo de atividade?

    ResponderExcluir